ASSPROM | Assprom intensifica conscientização contra dengue e febre amarela
28375
post-template-default,single,single-post,postid-28375,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,,qode-theme-ver-1.9,wpb-js-composer js-comp-ver-4.6.2,vc_responsive

Assprom intensifica conscientização contra dengue e febre amarela

Assprom intensifica conscientização contra dengue e febre amarela

13:01 30 janeiro em ASSPROM
0 Comentários

A Assprom preocupa-se, de forma ininterrupta, com os milhares de casos de dengue, identificados todos os anos no Brasil. Assim, diversas ações são realizadas de alerta e conscientização de adolescentes trabalhadores, aprendizes, familiares e funcionários da entidade.

Desde 2009, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, são realizadas atividades em sala, encontros, palestras, intervenções teatrais e panfletagens sobre o assunto. Pensando, então, no potencial de transformação social dos adolescentes e jovens da entidade, a Assprom promove a conscientização de adolescentes trabalhadores e aprendizes, além de suas famílias, para que eles atuem como fiscalizadores e combatentes do mosquito em suas próprias comunidades.

No verão, constata-se o aumento nos casos de dengue no país. Isso acontece porque as condições climáticas (aumento do calor e das chuvas) favorecem a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, principal transmissor da doença. Nos últimos anos, a necessidade de combate ao mosquito aumentou pois, constatou-se que ele é capaz de transmitir outras doenças, como Zika, Chikungunya e, mais recentemente, a Febre Amarela.

Vale lembrar: O mosquito prolifera-se ao depositar os seus ovos em água limpa e parada. Estes ovos viram larvas e, posteriormente, novos mosquitos. Portanto, para combatê-lo é importante evitar a existência de locais ou objetos que possam acumular água parada, como: tampas, pneus, vasos ou garrafas, por exemplo. Além disso, uma série de outros cuidados pode ser tomada.

Principais sintomas

Dengue: Os sintomas são febre alta, erupções cutâneas e dores musculares (nos músculos, atrás dos olhos, costas, no abdômen ou ossos). Em casos graves, há hemorragia intensa e choque hemorrágico (quando uma pessoa perde mais de 20% do sangue ou fluido corporal), o que pode ser fatal. Também é comum: febre, fadiga, mal-estar, perda de apetite, tremor ou suor, dor de cabeça, manchas avermelhadas ou náusea.

Zika: Quando presentes, os sintomas são leves e duram menos de uma semana. Eles incluem febre, erupção cutânea, dor nas articulações e olhos vermelhos. Também podem aparecer: fadiga, febre, calafrios, perda de apetite ou suor, dor de cabeça, irritação na pele, vermelhidão nos olhos ou vômito.

Chikungunya: Os sintomas geralmente aparecem depois de uma semana de infecção. Febre e dor nas articulações surgem subitamente. Dor muscular, dor de cabeça, fadiga e erupção também podem ocorrer.

Febre Amarela: Os casos leves causam febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos. Os casos graves podem causar doenças cardíacas, hepáticas e renais fatais. Também é comum: delírio, dor de cabeça, pele e olhos amarelados ou sangramento e náuseas.

Sem Comentários

Adicione um comentário

Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On Linkedin