ASSPROM | Ação contra a Dengue
26408
post-template-default,single,single-post,postid-26408,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,,qode-theme-ver-1.9,wpb-js-composer js-comp-ver-4.6.2,vc_responsive

Ação contra a Dengue

Ação contra a Dengue

11:24 14 dezembro em Noticias
0 Comentários

A Assprom, em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), tem desenvolvido diversas atividades para ampliar as ações de combate à dengue. As informações sobre a transmissão da doença por meio do mosquito Aedes aegypti fazem parte das atividades extracurriculares dos adolescentes e orientam o desenvolvimento de projetos dentro e fora da instituição.

Todo o ano são realizadas várias ações. Campanhas educativas, capacitação para multiplicadores de informação, panfletagem, são alguns dos serviços em combate ao mosquito Aedes aegypti. No mês de novembro, adolescentes e jovens participaram do dia D Nacional contra a Dengue, na Estação Central de Belo Horizonte. O objetivo da campanha foi reduzir os níveis de infestação do mosquito.

Durante a ação, as aprendizas Julie Estéfane Fernades e Luana Micael Souza Silva se vestiram de mosquito e alertavam as pessoas que passavam pelo local. “Foi superdivertido. Apesar das brincadeiras, estamos aqui para falar de um assunto muito sério. Nunca é demais falar sobre essa doença tão comum e que vem matando tantas pessoas”, frisaram.

Enquanto isso, os adolescentes, juntamente com os profissionais da SMS, cantavam e entregavam folders sobre os cuidados que se deve ter nesse período de chuva para acabar com o mosquito. O adolescente trabalhador Victor Domingos reforçou a importância de participar deste movimento. “Minha mãe já pegou dengue e sei como é doloroso. Por isso, é muito importante entregar estes panfletos para lembrar as pessoas que devem continuar atentas para não se contaminarem”, comentou.

A dona de casa Ivanir Pinheiro que acabava de sair do metrô ficou deslumbrada com a atitude dos adolescentes. “É admirável que esses jovens estejam empenhados em uma luta que é de todos nós. Precisamos cada vez mais desse tipo de manifesto e com certeza vai ter um resultado muito positivo. É preocupante saber que um mosquito tão pequeno é capaz de tirar vidas e trazer doenças graves como o Zika com a Microcefalia, por isso reforçar é sempre bom”, concluiu.

 

Sem Comentários

Adicione um comentário

Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On InstagramVisit Us On Linkedin